• by Graça Mestre

Silêncio




A realidade é silêncio!


Não há métodos nem técnicas para o silêncio, o silêncio é quem tu és! Para ocupar a mente tu precisas de um meio, um processo, mas não para o silêncio. Para isso apenas precisas parar tudo e ficar quieto e perceberás que o silêncio te permeia. Não é necessário qualquer esforço para isso, é necessário parar todo o esforço, renderes-te e simplesmente ser.


Este silêncio de que te falo, não é a ausência de palavra, é o silêncio que acontece em teu interior quando toda a busca cessa e podes perceber quem és. É o silêncio de que são feitas as estrelas, a eternidade dentro de ti a manifestar-se no pulsar de cada célula, de cada sopro de Vida em ti. Este silêncio é o comungar com a Vida.


Tu és o vazio e o silêncio a partir do qual todo o universo é construído, és exatamente o mesmo vazio-eternidade de onde surge uma galáxia, um planeta ou um ser humano. É a tomada de consciência de que tu não existes enquanto ser separado, que te é trazida pelo contacto com o silêncio que tu és. Quando contactas com essa realidade, mergulhas na vastidão de silêncio, no absoluto, e isso é das maiores surpresas que podes ter. Tu que julgavas existir algo palpável nessa realidade para além da mente, encontras apenas NADA, um vazio enorme! E percebes que tu és esse NADA. E esse sentimento de seres NADA é tão forte que te liberta de todas as amarras de teres que ser alguma coisa, de teres que fazer parte de algo, de teres que ser diferente do que realmente és.


É quando reconheces que és NADA que percebes que és TUDO o que existe, que não há separação, que não há outro. É essa tomada de consciência que é habitualmente chamada de despertar. Então tu despertas quando te tornas consciente de que tu és NADA e tu és, simultaneamente, TUDO o que existe!


Mas o ego não gosta e ser nada, o ego quer ser alguma coisa, de preferência algo mais e melhor do que o outro, algo com que te possa controlar. Quando percebes que és NADA, que na verdade não existes, enquanto ser separado, o ego perde o controlo e vai rebelar-se, vai fazer-te a vida negra e vai jogar na tua mente todos os trunfos que tiver para te tirar desse lugar interno em que te rendes à Vida. E esse pode ser um momento doloroso no processo de despertar. Todas as tuas fraquezas te serão trazidas, todos os medos, todas as dúvidas e incertezas, para te fazer fraquejar e para que voltes a permitir que o ego te controle. E ele vai fazê-lo de forma que penses que estás a fazer o que é correto e que apenas voltas à tua zona de conforto. Vai trazer-te todas as justificações possíveis e imaginárias para te manter sob controlo. E vais cair, algumas vezes, mas vais voltar a perceber que esse não é o caminho para a verdade, esse é o caminho em que continuas preso na ilusão.


A única forma de te manteres fora desse jogo do ego é não te identificares com o que está a acontecer, é não acreditares no que o ego te vai trazendo. Para isso é necessário estares totalmente presente e seres o silêncio e repara que não disse “fazeres silêncio”. Ser silêncio é quando tudo em ti se cala para que possas perceber que és a força da Vida que te anima, é reconhecer que tu não és a história que te acontece, mas a Vida que te atravessa.


Graça Mestre

92 views0 comments

Recent Posts

See All

O Amor